top of page

FESTIVAL VAI DAR VIDEODANÇA

Plataforma dedicada à difusão

e criação em dança e audiovisual

Foto_Allan Diniz
Como sobreviver a um naufrágio (Brasil)
02:57

Como sobreviver a um naufrágio (Brasil)

Direção: Allan Diniz e David Leão Performance: Herbeline Holanda País: Brasil Ano: 2015 (2' 55'') Sinopse Antes da dança do corpo, há uma dança sob a pele que nunca para, quais as fronteiras de nossa superfície? Fluidos em constante movimento, em dança. Como sobreviver a um naufrágio explora esse mar de fora para dentro, onde cores perpassam a pele e num universo fantástico procuram seu próprio percurso, sangue, linfa, ressonâncias, flutuações acêntricas, ondas de som e de vento. Como diria Michell Serres em “Os cinco sentidos: filosofia dos corpos misturados”, a alma local e de superfície é um “lago viscoso pronto a agarrar, onde a luz brinca, múltipla, irrisada, lentamente cambiante, sujeita a tempestades. Ponta dura e plumas de pavão, ela nos espeta e pavoneia”. How to survive a shipwreck | 2015 Before body dances, there is a dance under the skin that never stops, what are the boundaries of our surface? Fluids in constant movement, dancing. How to survive a shipwreck explores this ocean from outside to inside, where colours traverse the skin and in a fantastic universe search for their own route, blood, lymph, resonances, acentric fluctuations, waves of sound and wind. Ficha Técnica: Como sobreviver a um naufrágio | 2`56`` Concepção e dança: Herbeline Holanda Direção e fotografia: Allan Diniz e David Leão Edição: Allan Diniz Trilha: 1. Recital Ardiloso 2. Samples do Odiamor, ambas de Uirá dos Reis Produção: Herbênio Casciano Fortaleza-CE | 2015

CINE DANçA

categoria

FICA EM CASA

categoria